Linguagem JavaScript


Página Atual
Introdução ao Javascript
Próxima Página
Escrevendo Scripts

Introdução

JavaScript é uma linguagem de programação voltada para ambiente web que tem como objetivo "interagir" com a página HTML.

As páginas HTML foram construídas após a criação da internet com o objetivo de divulgar notas científicas e artigos técnicos entre as universidades norte-americanas.

A metodologia aplicada no desenvolvimento e criação da linguagem HTML informava que o conteúdo das páginas HTML seria estático. Eles não tinham a visão que a internet teria um papel tão grande no amadurecimento da sociedade.

Inicialmente JavaScript não era JavaScript mas sim LiveScript, uma tecnologia criada pela Netscape, quando ela estava desenvolvendo a versão 2.0 de seu navegador. Ela se destacou principalmente pelo fato de não precisar ser compilada, sendo adicionada no documento HTML e de seus scripts não serem lentos, uma vez que eles não precisavam ser executados no servidor, mas sim no PC do usuário que estava acessando a página. Na época, não houve muito interesse pelo LiveScript, pois havia um grande marketing em relação a linguagem Java, criada pela Sun Microsystems há 3 anos e que oferecia um potencial muito maior que o LiveScript.

Para aproveitar deste marketing, a Netscape tornou o Netscape 2.0 compatível com a linguagem Java e deu apoio a Sun Microsystems para re-estruturar o LiveScript de acordo com a linguagem Java. Nesta hora, o LiveScript se torna JavaScript.

A consequência desta mudança foi em criar uma linguagem de script que conseguiu unir os dois universos: Simples como LiveScript e robusta, poderosa e "conhecida" como Java.

A partir da versão 2.0 do netscape e da versão 3.0 do internet explorer, todo navegador web suporta JavaScript e desde então o Javascript tem ganhado grandes evoluções. Hoje o Javascript é um padrão aberto e empresas de todo o mundo o suportam.

Entendendo o JavaScript

Por que o javascript é tão rápido? Acredito que esta seja uma das perguntas que a maioria dos desenvolvedores fazem. Para toda uma pergunta simples há uma resposta simples: Ela não é processada no servidor!

Entretanto para cada resposta simples há um por que que nunca a deixa simples... :)

JavaScript não é processada no servidor por que ela não é uma linguagem compilada, mas sim interpretada. Quem a interpreta não é o servidor, mas sim o navegador do usuário que acessa a página HTML. Então, todo o processamento dos scripts em JavaScript ficam por conta do PC do usuário. Quanto mais rápido ele for, mais rápido será o processamento.

Para ter certeza disso, execute uma página HTML(que execute uma função em javascript) que está no seu próprio PC e acesse esta mesma página em um servidor web. Você irá perceber que a diferença de performance é muito pequena, por que o tempo que o navegador irá perder será o de baixar a página HTML, juntamente com suas dependências(em javascript ou não) para depois executá-la.

Já é embutido no navegador do PC do usuário as bibliotecas de run-time para que ele entenda os scripts em JavaScript. Caso você use um navegador anterior ao Netscape 2.0 e ao Internet Explorer 3.0, provavelmente você não irá conseguir executar os scripts escritos em JavaScript, tampouco em qualquer outra linguagem.

Erros no javascript

Como o javascript é uma linguagem interpretada, todo e qualquer erro será detectado na hora em que o navegador estiver lendo e/ou executando os scripts em javascript. Para verificar se seu script está errado ou houve algum erro de execução, basta verificar a barra de status do seu navegador. Caso ela tenha um icone de aviso, informando um texto parecido ou semelhante com "Erro na consulta", clique duas vezes no icone de aviso para visualizar os erros.

Usabilidade do JavaScript

Há duas maneiras de usar a linguagem javascript em uma página HTML:

1. A partir do tag

Os scripts podem ser adicionados a partir do tag . Desta maneira são declarados como funções auxiliares e serem usadas dentro de todo documento HTML. Também, podem ser declaradas dentro de arquivos específicos e serem importados para cada página HTML que precisar deles. Exemplos disso são, calendários, calculadoras, entre outros.
Se não forem declarados como funções e estiverem declarados entre os tags e serão executados pelo navegador como instruções html, sendo que as instruções javascript serão "geradas" como instruções HTML. Exemplos disso são animações, ou as vezes instruções HTML.

2. Dentro de um formulário HTML.

Os scripts podem ser executados como "eventos" a partir de cada configuração dos objetos de tela do formulário HTML. Um exemplo disso são mensagens de validação de e-mail, quando você digita um e-mail errado.
Também, os scripts podem ser executados para "modificar" as configurações de cada objeto de tela do formulário HTML. Um exemplo é quando você digita o número de uma conta de banco e ela automaticamente é formatada com seu dígito verificador(formato nnnn-n), ou por exemplo um campo de data(nn/nn/nnnn), onde geralmente não é permitido digitar as barras ou qualquer caracter alfanumérico.
Os scripts escritos em Javascript são usados APENAS para o desenvolvimento e manutenção de páginas WEB.


Página Atual
Introdução ao Javascript
Próxima Página
Escrevendo Scripts